Otto Stupakoff

O COTIDIANO ELEGANTE DE OTTO STUPAKOFF

 

“O mais internacional dos artistas paulistanos”, segundo Rubens Fernandes Junior, e o primeiro fotógrafo de moda do Brasil nos anos 50, Otto Stupakoff passou mais de 40 anos perambulando pelo mundo. Em 1965 mudou-se para Nova York, morou em Paris, retornando mais tarde aos Estados Unidos, onde permaneceu até voltar para o Brasil.
Ao iniciar seu trabalho como fotógrafo, Otto foi ao pouco se dando conta do seu diferencial: não trabalhava como se estivesse fotografando para editoriais de moda, mas como se estivesse produzindo imagens para álbuns de família. Suas imagens se assemelham muito ao cotidiano, como se tivessem sido feitas durante encontros familiares. Singelas, porém com uma carga informativa bastante elevada.
O talento de Otto em contar histórias, a capacidade em suscitar sutilezas, faz com que tenhamos a impressão de ter participado do momento da foto, como se estivéssemos presentes enquanto ele fotografava. Simultaneamente à inauguração da exposição, foi lançado o livro “Otto Stupakoff”, da Editora CosacNaify. O nome Otto Stupakoff tornou-se lenda no Brasil e há pouco ele tem sido redescoberto por aqui. Durante anos falava-se em Otto Stupakoff, mas pouco se conhecia realmente de seu trabalho. O livro nos traz um belíssimo apanhado da obra do fotógrafo, do qual não escapa o testemunho da capacidade de se apaixonar. Há em cada imagem uma entrega, como se cada fotografia fosse única – ou talvez a última. Tudo em nome de uma única paixão: a fotografia.

 

*Clique na imagem para ampliá-la.